seu melhor jogo

Você já sabe tudo sobre atletismo paralímpico? Ótimo, então agora é hora de entender melhor quais são as modalidades e os processos de classificação. Confira o nosso guia completo com as regras do atletismo paralímpico.

As regras do atletismo paralímpico são estabelecidas pelo International Paralympic Committee (IPC) e pelas federações nacionais de atletismo de cada país.

Podemos observar que esses regulamentos variam de acordo com a categoria de deficiência dos atletas e com o tipo de evento em que estão competindo.

Participe da nossa comunidade gratuita no WhatsApp e receba diariamente dicas, notícias e curiosidades de mais de 50 esportes! Clique aqui para participar.

Qual a diferença entre atletismo e atletismo paralímpico?

O atletismo paralímpico é uma adaptação do atletismo convencional para atletas com deficiências físicas, visuais ou intelectuais. Na versão adaptada, os atletas são agrupados em diferentes categorias de acordo com o tipo e o grau de sua deficiência.

Além disso, o atletismo paralímpico frequentemente requer adaptações e equipamentos específicos para acomodar as necessidades dos atletas com deficiência.

As regras do atletismo paralímpico também podem sofrer pequenas alterações para cada categoria de deficiência, sob a premissa de manter uma competição equitativa para todos os atletas.

Essas regras podem variar em relação ao atletismo convencional para acomodar as diferentes necessidades dos competidores.

atletas paralímpicos
Regras do atletismo paralímpico são diferentes do esporte convencional

Regras do atletismo paralímpico: classificações

Nas regras do atletismo paralímpico, as classificações acontecem com base no tipo de deficiência que o atleta possui. Foi feito dessa maneira para tornar a competição o mais justa possível para os participantes.



seu melhor jogo

Então a classificação do atleta paralímpico acompanha uma letra e um número: as letras podem ser T (“track”) para as provas de pista e F (“field”) para as provas de campo. Enquanto isso, os números representam as deficiências, como você pode ver melhor a seguir:

Deficiência Visual

  • T11: Atletas com ausência total de visão ou com visão muito limitada.
  • T12: Atletas com visão parcial, com capacidade de perceber formas a curta distância ou com visão periférica.

Deficiência Física

  • T31 a T34: Atletas com paralisia cerebral que competem em provas de corrida e lançamento de dardo.
  • T35 a T38: Atletas com paralisia cerebral ou outras deficiências que competem em provas de corrida, saltos e lançamentos.
  • T51 a T54: Atletas com deficiência física que competem em provas de corrida de cadeira de rodas.
  • F40 a F46: Atletas com amputações ou outras deficiências que competem em provas de corrida, saltos e lançamentos.

Deficiência Intelectual

  • T20: Atletas com deficiência intelectual que competem em provas de corrida, saltos e lançamentos.

Regras do atletismo paralímpico: modalidades

As modalidades do atletismo paralímpico compartilham muitas semelhanças com o atletismo convencional, mas também podem incluir algumas diferenças e adaptações para atender às necessidades dos atletas PCD. Confira a lista:

Corridas de Pista

  • 100m
  • 200m
  • 400m
  • 800m
  • 1500m
  • 5000m
  • 10.000m

Corridas com Barreiras

    • 100m com barreiras
    • 400m com barreiras

    Corridas em Cadeira de Rodas

      • 100m
      • 200m
      • 400m
      • 800m
      • 1500m
      • 5000m
      • Maratona

      Corridas com Obstáculos

        • 1500m com obstáculos

        Revezamentos

          • 4x100m
          • 4x400m

          Saltos

            • Salto em Distância
            • Salto em Altura
            • Salto Triplo

            Arremessos

              • Arremesso de Peso
              • Arremesso de Dardo
              • Arremesso de Disco
              • Arremesso de Club

              Lançamentos

                • Lançamento de Disco
                • Lançamento de Dardo
                • Lançamento de Club

                Provas Combinadas

                • Decatlo para Atletas com Deficiência Visual

                Provas de Estrada

                • Maratona
                • Corridas de Rua (5km, 10km, Meia Maratona, etc.)

                Regras do atletismo paralímpico: adaptações

                As largadas no atletismo paralímpico seguem as mesmas regras básicas do atletismo convencional: os atletas precisam aguardar o sinal e devem permanecer na posição de largada até o início da corrida.

                Nos eventos de revezamento, os atletas devem realizar a troca de bastão dentro de uma zona designada. Adaptações podem ser feitas para atletas com deficiência visual ou física, garantindo uma transição suave entre os corredores.

                Existem adaptações podem feitas para garantir a segurança para todos os competidores, como:

                Guias para atletas com deficiência visual

                Em corridas envolvendo atletas com deficiência visual, é permitido o uso de guias. Os guias são corredores treinados que acompanham os atletas com deficiência visual e fornecem orientação verbal durante a corrida.

                Cadeiras de rodas

                Nos eventos de corrida em cadeira de rodas, os atletas utilizam cadeiras de rodas adaptadas especificamente para competições esportivas. As cadeiras de rodas devem atender aos regulamentos de segurança e especificações técnicas estabelecidas pelas federações esportivas.

                Regras do atletismo paralímpico: faltas e penalidades

                No atletismo paralímpico, assim como no atletismo convencional, existem faltas e penalidades para garantir a integridade da competição e o cumprimento das regras.

                classificações do atletismo paralímpico
                As regras do atletismo paralímpico também estão sujeitas a faltas e penalidades

                Por exemplo: se um atleta começar a correr antes do sinal de largada, isso é considerado uma largada falsa. O atleta pode receber uma advertência na primeira largada falsa e ser desclassificado se cometer uma segunda largada falsa.

                Se um atleta invadir a pista de outro competidor durante uma corrida, também pode resultar em penalidades, dependendo da gravidade da infração. Se a invasão de pista for considerada intencional, o atleta pode ser desqualificado.

                Já nos eventos de revezamento, as trocas de bastão devem ser feitas dentro da zona de transferência designada. Se uma equipe realizar uma troca fora da zona ou cometer outra infração durante a troca, isso pode resultar em desqualificação da equipe.

                A grosso modo, qualquer ação que interfira injustamente com outro competidor pode resultar em penalidades. Cada evento no atletismo paralímpico possui suas próprias regras específicas.

                Você já está por dentro das regras do atletismo paralímpico, mas existem diversos esportes para acompanhar e conhecer. Não deixe de conferir nosso conteúdo:



                seu melhor jogo